Anuncios

Guia de prova para professores é “inutilidade” e “idiotice”, dizem sindicatos

5

Para a Fenprof, o guia da prova de acesso à carreira de docente é uma “idiotice”. Para a FNE, trata-se de uma «inutilidade» que «desconsidera» o trabalho realizado pelos docentes. Os professores vão realizar concentrações em várias capitais de distrito (pelo menos, em Coimbra, Viseu, Lisboa, Évora, Porto e Viana), na próxima semana.

Mário Nogueira, secretário-geral da federação nacional dos professores (Fenprof), declarou à Lusa: “Estamos perante a estupidez assumida pelos responsáveis do Ministério da Educação, isto não tem sentido nenhum”.

Mário Nogueira não ficou surpreendido com o tipo de prova e diz: “Quanto mais idiota esta prova fosse, mais nós deixávamos de estar surpreendidos, porque na verdade esta prova é uma idiotice, não faz qualquer tipo de sentido”.

Salientando que os professores que vão realizar a prova fizeram um curso de formação específica com profissionalização para a docência e que, na maior parte, são “professores que trabalham há 20 anos, que têm tido excelentes, muito bons e bons”, o secretário-geral da Fenprof considera que a prova “é humilhante e inqualificável” e que tem como objetivo “pôr na rua” os professores.

Mário Nogueira afirma ainda: “Faremos tudo nos tribunais, faremos greve. Vamos ver até ao próprio dia o que vamos fazer, mas até no próprio dia podemos fazer”.

Inutilidade” da prova

João Dias da Silva, secretário-geral da Federação Nacional da Educação (FNE), declarou à Lusa: «A estrutura da prova confirma aquilo que é a nossa impressão de que não serve rigorosamente para nada, que é uma inutilidade, um desperdício de recursos e de energia para que não se prove rigorosamente nada».

Sobre o guia da prova, o secretário-geral da FNE diz ainda que a limitação da expressão escrita «é muito discutível» e que as opções «em relação as respostas de escolha múltipla é um jogo que não se adequa ao que deve ser a avaliação das capacidades e dos conhecimentos» dos professores.

Sublinhando que a avaliação dos professores “foi feita pelas instituições do ensino superior”, João Dias da Silva diz que esta prova “não acrescenta rigorosamente nada” e que «numa prova desta natureza não ficará provado que as pessoas têm competência, conhecimentos e capacidades para serem professores».

Dias da Silva realça ainda que para as pessoas que «já estiveram a trabalhar no sistema educativo esta é uma prova que desconsidera o trabalho realizado».

O presidente da Associação dos Professores Contratados (ANPC), César Israel Paulo, disse à Lusa que o guia é “mais um comprovativo do retrocesso educacional”.

César Paulo declarou ainda: “Nuno Crato tinha surpreendido ao decidir aplicar esta prova verdadeiramente absurda, sem sentido e discriminatória e agora surpreende de novo apresentando um modelo absolutamente redutor e desfasado do que é ser professor no século XXI e do que são as necessidades do sistema público educativo português”.

Segundo o guia, a prova será composta por 32 perguntas de escolha múltipla e por uma redação com 250 a 350 palavras, respeitando o acordo ortográfico em vigor. As perguntas valem 80% da prova e a redação 20%. Os examinandos que, na redação, tenham mais de 10 erros de ortografia, pontuação ou morfologia terão zero valores nessa parte da prova. A prova está marcada para o dia 18 de dezembro e os docentes têm de pagar 20 euros para o ministério de Crato.

Concentrações contra a prova

O movimento Todos contra a prova, criado pela FNE, está a promover concentrações para as capitais de distrito, estando já marcadas as seguintes: Coimbra (25 de novembro, 17.30h largo da Portagem), Viseu (25 de novembro, 17.30h, praça da República), Lisboa (27 de novembro, 17.30h, Campo Pequeno, junto ao metro), Évora (28 de novembro, 17h, praça do Giraldo), Porto (30 de novembro, 11h, praça dos Leões) e Viana (30 de novembro, 15h, Estação e desfile até à praça da Liberdade).

esquerda.net

Anuncios
About el comunista (67297 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: