Anuncios

Comunidade educativa exige esta quinta-feira uma resposta imediata à emergência nas escolas

13

PORTUGAL.- Pais, alunos, professores e funcionários vão concentrar-se hoje à porta das escolas entre as 19h30 e as 20h30 em protesto contra a falta de docentes. Participação neste evento já reuniu centenas de apoios na internet e continua a crescer. A Associação de Pais do Agrupamento da Ericeira fechou entretanto esta manhã três escolas a cadeado. Conheça aqui algumas dos locais para onde estão agendados protestos.

Cinco semanas depois do início do ano letivo, a Associação de Pais do Agrupamento da Ericeira fechou esta quarta-feira três escolas a cadeado em protesto contra a falta de professores. No agrupamento estão ainda por colocar 11 docentes e 450 alunos continuam sem aulas.

No final da tarde, entre as 19h30 e as 20h30, pais, alunos, professores e funcionários vão manifestar a sua indignação face à “mais caótica abertura de ano letivo de que há memória” e exigir respostas por parte do ministério da Educação. Os protestos terão lugar em frente às escolas onde ainda há problemas.

Na convocatória do evento, apresentada na segunda-feira, os promotores desta iniciativa apelam “à comunidade educativa nacional que se mobilize, unida, em defesa da escola e do interesse mais importante: o dos alunos prejudicados no seu percurso escolar”.

Até ao momento, temos conhecimento da realização de protestos em Viseu, na Escola Secundária Alves Martins; em Coimbra, na Escola Secundária Jaime Cortesão, em Lisboa, na Escola Básica 2,3/S Passos Manuel (Chiado), no Agrupamento Escolar Francisco Arruda (Alcântara) e na Escola Básica 2/3 de Pedro Santarém (Benfica); na Amadora, em frente à Câmara Municipal, pelas 19h, no Setúbal, na Escola Secundária Bocage, no Seixal, na Escola Básica Carlos Ribeiro; na Ericeira, na Escola Básica 2/3 António Bento Franco; e em Faro, na Escola Básica 2/3 do do Montenegro.

Entre os subscritores do protesto Nem mais um dia sem aulas! encontram-se Arlindo Ferreira (blogue de Ar Lindo); Belandina Vaz, professora; César Israel Paulo, presidente da Associação Nacional de Professores Contratados (ANVPC); Henrique Borges, dirigente sindical (SPN); Maria da Graça Marques Pinto, professora; Paulo Guinote (blogue A Educação do Meu Umbigo); Rui Martins, presidente da FRAPViseu e membro do conselho consultivo da Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE); Santana Castilho, professor; Associação de Pais da Escola Básica 2+3 Pedro Santarém; Federação Regional das Associações de Pais de Viseu (FRAPViseu); Precários Inflexíveis – Associação de Combate à Precariedade; André Pestana – professor do Movimento Nacional de Professores Boicote&Cerco; Filipe do Paulo – Pró-Ordem dos Professores; Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Primária n.º 52 / EB1 Jorge Barradas (APEB52), sita em Sandra Benfica; Associação de Pais e Encarregados de Educação da Ericeira.

esquerda.net

Anuncios
About el comunista (67553 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: