Anuncios
ÚLTIMA HORA:

A democracia é ameaçada por um governo que está na margem de erro

Em discurso na tribuna da Câmara, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) apontou os desafios enfrentados pelo Brasil, diante da mais grave crise política dos últimos anos e das medidas do governo de Michel Temer que ameaçam, segundo ela, a soberania do país.

Por Dayane Santos

“Nós precisamos ter soberania na economia, precisamos ter soberania nos instrumentos estratégicos de desenvolvimento, nós precisamos ter respeito à liberdade, à democracia dos seres humanos, à liberdade de expressão, à liberdade de viver, e à liberdade da arte e da criatividade”, defendeu a parlamentar em discurso no dia 3 de outubro, por ocasião dos 64 anos da lei que criou a Petrobras.

“Uma lei de Getúlio Vargas, de nº 2004, fundou a empresa, apesar de muitas opiniões em contrário, que diziam – obviamente por interesses que não eram brasileiros, não eram nacionais -, que o Brasil não tinha petróleo. Esse era o discurso predominante de muitos para impedir que o Brasil tivesse a estratégica possibilidade de ter a sua fonte energética de desenvolvimento, que seria exatamente o petróleo”, lembrou Jandira.

E acrescentou: “Vejam que hoje, em 2017, nós não temos apenas o petróleo, mas somos líderes mundiais em tecnologia de águas profundas, descobrimos o pré-sal — e aqui vai uma homenagem ao geólogo Guilherme Estrella, que é o responsável maior por essa descoberta durante o Governo Lula — e hoje somos referência em petróleo e muito cobiçados no mundo pelo volume das reservas que temos no Brasil”.

Para a deputada, a soberania é, antes de tudo, “um direito do povo brasileiro, porque somos uma Nação, não somos colônias das grandes potências, não temos que abaixar a cabeça para o império americano, nem para império nenhum”.

Jandira destacou ainda as manifestações realizadas no Rio de Janeiro e em diversas cidades do país em rechaço a agenda entreguista de Temer. Citando particularmente os atos realizados no Rio de Janeiro, que reuniu mais de 50 mil pessoas, a deputada comunista afirmou que as manifestações são “uma profunda demonstração de brasilidade, de patriotismo e, ao mesmo tempo, de vinculação com a soberania popular”.

Crise política

Sobre a crise política, Jandira defendeu a formação de uma ampla frente em defesa da democracia, que está em xeque após o golpe de 2016, que afastou a presidenta Dilma Rousseff.

“Uma democracia que todo dia é ameaçada pelo autoritarismo de um governo que está na margem de erro, que está na lona, que não tem legitimidade nem apoio popular; uma democracia ameaçada por uma hipertrofia de poderes do sistema de Justiça, que acha que determina, por fora da política, os rumos da política brasileira; uma democracia ameaçada por militares que se insinuam falando em intervenção; uma democracia ameaçada por retirada de direitos; uma democracia ameaçada por manifestações fascistas contra a arte brasileira, dentro dos museus, onde prefeitos, falando em nome do poder público, querem proibir manifestações de arte, como de São Paulo e do Rio de Janeiro”, enfatizou.

“Nós não podemos admitir que o conservadorismo e o fascismo vençam!”, conclamou Jandira, salientando que, na atual conjuntura, as divergências não podem estar acima da democracia. Rebatendo o discurso da criminalização da política insuflado pela mídia, Jandira reforçou a importância dos partidos políticos para a democracia e repeliu a proposta de candidatura avulsa, que é tema de uma ação que será debatida no Supremo Tribunal Federal.

“Aqui, nós temos divergências, sim, e várias, em vários aspectos. Mas com democracia não se brinca, com partidos políticos que têm representação não se brinca. Se eles têm representação, é porque tiveram votos. Se tiveram votos, é porque parcela da sociedade se enxerga nesses partidos. Os partidos têm que ser respeitados. O que é isso agora na pauta do Supremo Tribunal Federal, candidatura avulsa? Não cabe candidatura avulsa!”. Advertiu.

E segue: “Precisamos respeitar a representação dos partidos, precisamos respeitar a institucionalidade brasileira. Que se resolva isso pela soberania do voto popular, por regras democráticas, mas não por intervenção de Poderes”.

Do Portal Vermelho

Anuncios

Categorías

Acerca de el comunista (68590 Artículos)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: