Anuncios
ÚLTIMA HORA:

Manuela: “Os direitos do povo devem ser o centro do projeto do país”

A deputada estadual Manuela D’Ávila (RS), pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, cumpre agenda em Salvador, na Bahia, onde concedeu entrevista ao jornalista Mário Kertész, da Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (4). Manuela enfatizou que o foco de sua campanha será discutir “soluções para o Brasil sair da crise”.

“Não pode ser debate do medo como muitos setores insistem em fazer. Nosso desafio é debater uma saída para uma crise deste tamanho. Inclusive, com debate sobre parlamentarismo e semiparlamentarismo”, afirmou.

“Me preocupa muito que consigamos debater o futuro. Há um esforço dos setores para que nós discutamos apenas o passado. Parece que têm um retrovisor. A saída que alguns apontam não é saída da crise”, acrescentou.

A deputada gaúcha criticou a agenda de reformas do governo Michel Temer, que classifica como um retrocesso.

“Fazem uma reforma trabalhista com uma possível reforma da Previdência e jogam as mulheres para a miséria. Um país que não coloca o povo no centro do projeto (…) os direitos do povo são o centro do projeto do país”, destacou.

Na entrevista, Manuela resgatou a sua trajetória política que teve início no movimento estudantil no Rio Grande do Sul. “Eu tenho 36 anos e há 20 milito no meu partido. Fico feliz porque consigo me colocar e nossos sonhos permanecem vivos. Comecei a fazer política no movimento estudantil. Fui vice-presidente da UNE e depois fui eleita vereadora de Porto Alegre. Fui deputada federal, fui líder da bancada. Presidi a Comissão de Direitos Humanos”, contou.

Questionada sobre a postura que deve adotar na relação com o Congresso Nacional, se eleita, a candidata afirmou que é possível estabelecer um diálogo entre a presidência, deputados, senadores e a população. “Eu como presidente serei uma artífice da construção de opiniões brasileiras. Há espaço para essa construção no Congresso. Temos que fortalecer o Congresso”, afirmou.

“O que faz as gerações brasileiras se encontrarem é a democracia. 2018 também tem eleição para deputado e deputada, senador. Tenho a expectativa na transformação daquele espaço”, acrescentou.

Ao falar sobre os motivos que levaram seu partido a lançar seu nome como pré-candidata, Manuela enfatizou que “depois do golpe rasgaram o programa de governo e se abriu um ciclo político”.

“Nós do PCdoB achamos que é hora de mostrar saídas. Nós queremos apresentar nossas ideias nesse processo”, completou. Questionada sobre como fica a relação com o PT, legenda que o PCdoB sempre apoiou nos pleitos anteriores, Manuela lembrou: “Em sete eleições estivemos juntos do PT. Governamos juntos. Nós invertemos prioridades, garantimos que mulheres tivessem as chaves de suas casas, acesso do jovem à universidade. Nós somos aqueles que estamos juntos na dificuldade, não só em festas”, afirmou.

 

Do Portal Vermelho, com informações do Metro1

Anuncios

Categorías

Acerca de el comunista (70673 Artículos)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: