Anuncios

Lula: “Eu não posso ser vítima de uma mentira”

Em entrevista à rádio Metrópole, de Salvador, nesta terça-feira (6), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que espera que o Superior Tribunal de Justiça acate o pedido feito pela defesa e assegure o habeas corpus preventivo.

“Espero que as pessoas que vão me julgar hoje no STJ leiam o processo, leiam as acusações e a defesa e me declarem inocente e deixem o povo brasileiro me julgar em outubro”, afirmou Lula, reforçando o seu direito de se candidatar à presidência.

“Eu acho que minha candidatura tem que ser registrada. E acredito que nas instâncias superiores haverá a preocupação de analisar o conteúdo do processo. Eu não posso ser vítima de uma mentira”, afirmou o presidente.

Lula enfatizou que as provas apresentadas no processo demonstram que ele não é dono do apartamento no Guarujá, como diz o Ministério Público do Paraná. “Todos eles sabem que o apartamento não é meu e mesmo assim me condenaram a 12 anos por conta de uma apartamento que o próprio Moro diz no recurso que não é meu”, afirmou.

O Superior Tribunal de Justiça julga nesta terça, às 13h30, com transmissão pela internet, o habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula, para evitar que ele seja preso, após o julgamentos dos recursos pelo TRF-4.

“É fácil eles me desmoralizarem… Só precisam provar que é meu. Agora eles dizem e não provam. Eu já provei que o apartamento não é meu. O dia que a Polícia e o Ministério Público provarem que eu recebi um real eu estarei fora da vida pública. Não tem na história do Brasil um presidente da República que tenha apanhado mais da imprensa. E quando eles fazem pesquisa eu apareço com chance de ganhar no 1º turno”, disse Lula.

“Estou esperando o bom senso da Justiça e que prevaleça a verdade”, finalizou.

Do Portal Vermelho

Anuncios

Categorías

About el comunista (88840 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: