Anuncios

Dividendos da Sonae pagavam aumentos de 130 euros em todo o grupo

PORTUGAL.- O grupo Sonae teve lucros de 174 milhões de euros em 2017 e quer distribuir quase metade em dividendos, o que permitiria aumentar em 130 euros por mês todos os 46 155 trabalhadores.

A Sonae revelou, na passada quinta-feira, os resultados consolidados do grupo, que espelham lucros de 174 milhões de euros em 2017, ligeiramente abaixo dos 220 milhões de 2016.

Ainda assim, os lucros registados no ano passado permitiram um aumento de 269 euros mensais a cada um dos 46 155 trabalhadores do grupo, caso fossem integralmente distribuídos. Considerando apenas aquilo que o conselho de administração propõe que seja distribuído pelos accionistas – 84 milhões – o aumento para cada trabalhadores seria de 130 euros, uma subida de 14% face ao salário médio no grupo.

O principal accionista do grupo Sonae é a Efanor, empresa detida pelos herdeiros de Belmiro de Azevedo, com 52,69% do grupo. Com a distribuição de lucros proposta, a família Azevedo vai receber mais de 44 milhões de euros.

De acordo com a folha sindical do Sindicato dos Trabalhadores do Comércios, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP/CGTP-IN) aos trabalhadores do grupo, de Fevereiro passado, a Sonae decidiu colocar nas mãos das chefias a decisão sobre aumentos salarias. O sindicato reivindica aumentos a começar nos 40 euros para todos, assim como subidas noutras componentes remuneratórias, como de um euro por dia no subsídio de refeição.

 

abrilabril

Anuncios

Categorías

About el comunista (86672 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: