Anuncios

CGTP condena vigorosamente agressão à Síria

PORTUGAL.- A CGTP-IN afirmou este sábado que os ataques na Síria levados a cabo pelos Estados Unidos, França e Reino Unido, a pretexto de supostas armas químicas, merecem «a mais vigorosa condenação».

Em comunicado, a Intersindical Nacional afirma que o ataque realizado na madrugada de sábado é «um acto perpetrado em violação do Direito Internacional e da Carta da ONU, procurando introduzir novos elementos de desestabilização e contrariar os avanços alcançados pelo diálogo e os esforços de vários países para trazerem de volta a paz a este povo».

«Invocar o uso de armas químicas em Douma é um acto da mais profunda manipulação – vejam-se as mentiras mais recentes em relação ao Iraque e à Líbia, com as dramáticas consequências que se conhecem», reitera a CGTP-IN, que diz que há «um claro intento de manietar a opinião pública e procurar justificar a agressão, (…) sobretudo quando os peritos internacionais só agora chegaram ao local para investigar e apurar o ocorrido e as responsabilidades».

Para a intersindical, os bombardeamentos «são um passo de enorme gravidade numa escalada de desenvolvimentos imprevisíveis para a Síria e toda a região (…) inscritos na contínua agressão, na qual é saliente o recurso ao terrorismo» por vários países estrangeiros, «contribuindo ao mesmo tempo para o estado de profunda destruição da sua infraestrutura, capacidade produtiva, emprego, serviços públicos e degradação das condições de vida do povo – resultado que desmente qualquer preocupação com os seus direitos e bem-estar».

A CGTP-IN apela ainda aos trabalhadores e ao povo português para se mobilizarem em solidariedade com a Síria e o seu povo e reforçarem a luta em defesa da paz.

abrilabril

Anuncios

Categorías

About el comunista (84762 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: