Anuncios

Governo atrasado na identificação dos serviços onde faltam médicos

PORTUGAL.- Os ministérios das Finanças e da Saúde falharam o prazo para identificar as zonas carenciadas de médicos, denuncia a Federação Nacional dos Médicos (FNAM).

O decreto-lei que «estabelece os termos e as condições da atribuição de incentivos à mobilidade geográfica para zonas carenciadas de trabalhadores médicos» prevê que «a identificação, por especialidade médica, dos serviços e estabelecimentos de saúde […] faz-se anualmente, no primeiro trimestre de cada ano». No entanto, tal ainda não aconteceu, denuncia hoje a FNAM, em comunicado.

A estrutura aponta que, «ano após ano, continua a não ser possível estabelecer um calendário exequível de concursos na carreira médica», lembrando outros atrasos, como no lançamento dos concursos para os recém-especialistas em 2017. A «colocação de médicos por via de concurso continua a não responder às necessidades do Serviço Nacional de Saúde nem aos anseios dos trabalhadores médicos e dos utentes», acrescenta a federação sindical.

«O Ministério da Saúde continua a boicotar as suas próprias medidas, prejudicando a população portuguesa», conlui a FNAM.

abrilabril

Anuncios

Categorías

About el comunista (86672 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: