Anuncios

Sargentos criticam Ministério da Defesa

PORTUGAL.- A Associação Nacional de Sargentos (ANS) considera que o Governo mantém uma atitude discriminatória face aos militares.

Em comunicado, a ANS critica a subtileza do secretário de Estado da Defesa (SEDN), quando das declarações que fez na Comissão Parlamentar de Defesa na passada terça-feira, a propósito das respostas dadas sobre «a contagem do tempo a partir de 1 de Janeiro de 2018, as progressões remuneratórias e os consequentes reposicionamentos nas respectivas posições remuneratórias».

A ANS acusa o SEDN «de, objectivamente, confundir as situações, referindo ter conhecimento de 2580 progressões no Ministério da Defesa, sabendo que tal se refere a pessoal civil, o que torna ainda mais evidente o tratamento discriminatório que incide sobre os militares».

A ANS insurge-se também pelo facto de o Ministério da Defesa não receber as associações profissionais de militares para discutir estas questões, «com a justificação de uma reunião que concedeu à AOFA (Associação de Oficiais)», e assume a sua disponibilidade de cooperação e solidariedade institucional, salientando que, «como a ANS não representa o universo da AOFA ou da AP (Associação de Praças), também a AOFA não representa o universo da ANS e da AP».

O comunicado sublinha ainda a necessidade de medidas concretas para a resolução dos problemas que mais afectam os militares, cujo atraso contribuirá para minar «a coesão e a disciplina, que se materializam em dificuldades no recrutamento e retenção dos jovens para servir Portugal nas Forças Armadas, e no descontentamento, desmotivação e frustração daqueles que dedicaram e continuam a dedicar as suas vidas ao serviço de Portugal, como militares das Forças Armadas Portuguesas».

abrilabril

Anuncios

Categorías

About el comunista (89314 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: