Anuncios

Com confirmação da candidatura, Lula eleva intenções de voto para 31%

A primeira pesquisa eleitoral realizada após as convenções partidárias que oficializaram as candidaturas mostra que a estratégia de tentar tirar Luiz Inácio Lula da Silva (PT-PCdoB) do cenário eleitoral, antes mesmo de uma definição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), está se demonstrando fracassada.

Pesquisa XP Investimentos, ligada ao mercado financeiro, aponta o ex-presidente à frente da disputa nas eleições presidenciais com 31% dos votos, seu maior patamar já registrado na pesquisa XP/Ipespe, iniciada em 15 de maio.

Lula é seguido por Bolsonaro (19%) e por Alckmin (9%). Na sequência aparecem Marina (9%), Ciro (6%), Alvaro Dias (5%), Manuela e Meirelles com 2% cada, João Amoêdo (Novo), com 1%, e Boulos com 0%, mesmo percentual dos que não responderam. Brancos e nulos ou que disseram não votarem em candidato algum somaram 15%.

Quando o ex-presidente Lula é retirado da pesquisa e inserido o seu vice na chapa, Fernando Haddad, apesar de oficialmente o candidato ser o Lula, a pesquisa aponta o ex-prefeito de São Paulo em segundo lugar na corrida presidencial, saltando de 3% para 13% e ocupando a segunda posição na pesquisa. Em primeiro lugar está o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 21% dos votos.

A pesquisa mostrou que a migração de votos do ex-presidente para o ex-prefeito salta de 10% para 36% quando é incluída a informação do apoio efetivo. A maior exposição do nome de Haddad na mídia também fez oscilar para cima a convicção de voto de seus eleitores, de 4% na semana para 6% agora.

A confirmação de Lula candidato também impacta, mas negativamente, nos números dos adversários. O tucano Geraldo Alckmin, que terá maior tempo no horário de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão com a aliança com o chamado centrão, manteve o patamar de 10% de intenções de voto em todos os cenários, exceto o que considera a candidatura de Lula, caindo para 9%.

A ex-senadora Marina Silva (Rede) fica na terceira posição, com 10%, seguida pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%, e pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 7%.

O senador Álvaro Dias (Podemos) aparece com 5%. Na sétima posição está a deputada estadual pelo Rio Grande do Sul Manuela D’Ávila (PCdoB), com 3%. O ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) atinge 2% e Guilherme Boulos (PSOL), 0%.

Os que não responderam somam 1%, e brancos e nulos ou que não votam em candidato algum, 26%.

Foram feitas 13 mil entrevistas ao longo dos meses maio, junho, julho e agosto. O levantamento tem margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Segundo turno

Num eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o ex-presidente vence com 41% das intenções de voto contra 32%, bem acima do limite máximo de margem de erro de ambos, e com 26% de brancos, nulos e indecisos. Duas semanas atrás, a vantagem era de 6 pontos, o que configurava empate técnico, demonstrando que a confirmação da candidatura de Lula já refletiu na pesquisa.

Portal Vermelho

Anuncios

Categorías

About el comunista (95458 Articles)
Síguenos en Twitter @elcomunistanet Síguenos en Facebook grupo: el comunista prensa roja mundo hispano Nuestro e mail: elcomunistaprensa@yahoo.com

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.

A %d blogueros les gusta esto: